Governo do Distrito Federal
5/12/22 às 16h59 - Atualizado em 5/12/22 às 17h03

Governador estuda criar agência de investimentos para alavancar indústria

A criação de uma agência de investimentos para atender o setor da indústria está nos planos do governador Ibaneis Rocha para o segundo mandato. O tema foi levantado nesta segunda-feira (5), durante encontro com representantes da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra). Além desta pauta, a ampliação do programa de qualificação RenovaDF para novas áreas e a criação de uma Câmara de Comércio Exterior também foram discutidas.

 

“Vamos criar um grupo executivo para levar adiante todas as propostas que foram trazidas aqui, de modo que a gente possa avançar na industrialização do DF. Avançamos em pautas, regulamentando a legislação no que diz respeito a incentivos econômicos; reformulamos o Pro-DF, que era um caos; criamos um ambiente que nos permite avançar bastante, e gosto muito da ideia da agência. Precisamos de um local onde o empresário consolide as demandas, onde possamos centralizá-las”, afirmou o governador Ibaneis Rocha.

 

Em agosto, o governador, então candidato à reeleição, recebeu do presidente da Fibra, Jamal Jorge Bittar, o documento Pauta da indústria 2023-2026 – Diretrizes para o desenvolvimento industrial do DF. Nesta segunda, foram apresentadas ao chefe do Executivo as propostas de ação do mesmo documento, a exemplo de pedidos para qualificação de mão de obra, melhores condições de financiamento e a implantação da Política de Desenvolvimento Produtivo Sustentável.

 

O chefe do Executivo comunicou a formulação de um grupo para tratar dos assuntos debatidos com a Fibra e aproveitou o encontro para destacar avanços obtidos nos últimos quatro anos, entre eles a criação do Desenvolve-DF, que substituiu o Pró-DF, e melhores condições econômicas para a instalação de empresas.

“Foi um primeiro mandato de muito diálogo. Todos os projetos de lei foram discutidos na mesa; essa é uma política que eu acredito. Tivemos a oportunidade de avançar em muitas pautas nesses quatro anos e esperamos evoluir ainda mais em um ambiente sem pandemia”, acrescentou Ibaneis Rocha, que assegurou as conversas para ampliação do programa RenovaDF, uma das principais demandas do encontro.

 

Na avaliação do presidente da Fibra, Jamal Bittar, as condições são favoráveis para que as demandas sejam atendidas e o setor possa trabalhar em conjunto com o governo. “Temos quatro anos para que o senhor seja o patrono da industrialização do DF, o que nós acreditamos ser possível e o caminho para a capital. Nós temos renda, um nível educacional acima da média nacional, uma juventude criativa e um sistema de indústria que funciona”, enumerou Bittar.