Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/09/21 às 16h38 - Atualizado em 22/09/21 às 16h38

GDF tem novas estratégias para fomento da economia e geração de empregos

COMPARTILHAR

Novo secretário de Desenvolvimento do DF explica sobre os programas lançados pelo GDF em parceria com empresários que busca atrair novas empresas e mais empregos

 

Foto: Correio Braziliense

O novo secretário de Desenvolvimento do Distrito Federal (DF), Márcio Faria, foi o entrevistado do CB.Poder desta terça-feira (21/9) — programa do Correio Braziliense em parceria com a TV Brasília. O secretário comentou as estratégias que serão adotadas para administração do setor. “O nosso maior objetivo será fomentar o desenvolvimento econômico e o empreendedorismo por meio de programas lançados pelo GDF, como o Desenvolve DF e Emprega DF, e outros que iremos aplicar, contribuindo também para a geração de empregos”, explicou. Na bancada, a entrevista foi conduzida pela jornalista Samanta Sallum.

 

O secretário diz que é preciso destravar ainda mais a Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS) e o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB) para que seja possível exercer, com mais segurança, as atividades econômicas nas regiões administrativas e assim conseguir gerar mais empregos, riqueza e geração de impostos no DF.

 

“A cidade cresceu e hoje nós mudamos a matriz econômica do setor público para o setor privado, que vai gerar emprego no setor produtivo. Foi elaborado um trabalho em conjunto com todos os secretários para que pudesse colocar na Câmara Legislativa essa proposta de destravamento e implantação de novas áreas de desenvolvimento econômico e isso favorecerá a geração de novos cargos e empregos”, disse Márcio Faria.

 

Novos empreendimentos e empregos

O Distrito Federal ocupa a primeira posição no ranking da Receita Federal do Brasil por facilitar o processo de abrir uma empresa, com menos burocracia e mais simplificado. Nesta segunda-feira (20/9), o GDF lançou o segundo edital do Desenvolve DF para empresários de cinco regiões administrativas que tenham o interesse em exercer atividade econômica pagando apenas uma taxa a partir de 0,16% em cima do valor total do lote. O secretário explica que o programa tem todo o setor produtivo envolvido e permite que os empresários participem de uma licitação pública para ter segurança jurídica.

 

O secretário diz que o governador Ibaneis Rocha determinou que o setor criasse novas frentes de trabalho para a população do DF dando oportunidade para que construam sua vida na capital. O objetivo é que os empresários da capital conheçam os programas desenvolvidos para que seja possível recuperar e fortalecer o setor. “O microempreendedor, o pequeno empresário de hoje é o grande de amanhã”, diz.

Márcio Farias explica que, com a abertura e fortalecimento de empresas, novos empregos serão gerados para a população. Ele disse ainda que busca investir em um dos setores que mais gera renda e empregos na capital, o setor atacadista. “Essa é a nossa missão, gerar mais empregos, fortalecer e trazer novas empresas”, finaliza.

*Estagiária sob a supervisão de Nahima Maciel

 

Fonte: Correio Braziliense