Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/06/18 às 15h52 - Atualizado em 30/10/18 às 12h17

SEDICT participa de lançamento de desafio de dados sobre saúde pública

COMPARTILHAR

Premiação será entregue no edifício do Biotic em agosto

 

Foto: Victor Hugo Pessoa/Sistema Fibra

A saúde pública no Brasil é o tema do primeiro desafio de dados nacional, o Datathon, que foi lançado com transmissão ao vivo nesta quinta-feira, 14, no auditório da Federação das Indústrias de Brasília, Fibra, no Setor de Indústria e Abastecimento. A competição é voltada a profissionais e estudantes de todas as partes do país e do mundo. O objetivo é selecionar os melhores infográficos, insigths (ideias) e demais informações sobre o assunto para aperfeiçoar o sistema de saúde pública no país. Serão aceitas até 500 análises e os interessados terão até o dia 3 de julho para se inscrever.

 

A competição poderá ser disputada de forma individual ou por equipe de até 3 pessoas. O vencedor ganhará uma viagem para Tubleau Conference 2018, nos Estados Unidos, maior evento de análise de dados do mundo e que no ano passado reuniu 15 mil pessoas.

 

“Quando se fala em saúde pública, em políticas públicas, quando se fala em um evento para aproveitando da juventude para proporcionar um trabalho de qualidade em que a gente consiga produzir resultados tão complexos sobre um tema tão relevante, é sempre muito importante”, disse o presidente da Fibra, Jamal Bitar.

 

Para realizar as análises, os participantes poderão contar com os dados abertos de vários ministérios e órgãos do Governo Federal, de agências reguladoras, do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e do Portal da Transparência.

 

A entrega do prêmio será realizada no dia 15 agosto no Parque Tecnológico Biotic, disse o secretário adjunto de ciência e tecnologia, Marcelo Chubaci. “Todas as nossas ações são no sentido de facilitar o processo de execução do desafio. O objetivo é ter uma maior compreensão dos dados para conseguir avaliar qual é o impacto positivo que o bom tratamento desses dados e sua utilização correta podem gerar na gestão pública”, avaliou secretário.

 

Os trabalhos serão avaliados por uma curadoria temática que será feita pelos profissionais que entendem de saúde e uma curadoria técnica. Serão considerados critérios como impacto, domínio técnico e a qualidade de dados. As dez melhores análises de dados ficarão no site para votação popular.

 

O presidente da Kubo tecnologia, empresa que está realizando a competição, Gustavo Guimarães, explica que o datathon se diferencia do hackathon, que é aquela maratona presencial de hackers para encontrar soluções tecnológicas. “Como análise de dados exige muita elaboração, muitas tentativas até que se construa algo consistente, ele não cabe em um evento de dois ou três dias, em apenas um lugar. Ele é essencialmente um evento online”, finalizou.

 

Os interessados podem se inscrever no site desafiodesados.com.br