Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/19 às 17h34 - Atualizado em 15/05/19 às 17h21

Mais de 300 empresas são credenciadas no programa Cartão Material Escolar

COMPARTILHAR

Número pode aumentar após divulgação do resultado de recursos

 

Foto: Gabriel Jarjour/ Agência Brasília

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) credenciou mais de 300 papelarias que vão participar do programa Cartão Material Escolar. O número de credenciadas pode aumentar após a análise da documentação complementar de quem ficou de fora da primeira seleção, mas ainda pretende participar do programa. Os empresários habilitados já começaram as vendas para cerca de 64 mil alunos de famílias beneficiárias do Bolsa Família no Distrito Federal.

 

O subsecretário de Relação com o Setor Produtivo, Márcio Faria Júnior, considerou o balanço positivo. “Todas as pessoas que nos procuraram já estão habilitadas e com suas máquinas instaladas pelo BRB para a comercialização dos itens escolares”, explica.

 

O cartão Material Escolar é uma parceria da SDE com a Secretaria de Educação. Estima-se que as vendas possibilitem um incremento de R$20 milhões no setor nos próximos 45 dias e o consequente aumento no faturamento das papelarias e a geração de mais postos de trabalho.

É o caso da dona da papelaria Mateus Presente que fica em Brazlândia. Antes do início da utilização cartão a loja tinha apenas 2 funcionários. Mas contratou mais 10 funcionários para atender à nova demanda. “Nossa intenção é continuar com essa mão de obra extra até o final do programa”, adianta a empresária.

 

Quem também comemorou o aquecimento nas vendas foi Paulo Célio da Silva, proprietário da Milena Papelaria, que fica na Ceilândia. O comerciante contratou 9 funcionários temporários. “Além de aquecer o comércio, o benefício traz dignidade para esses pais que muitas vezes não conseguem comprar o básico para os filhos”, relata.