Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/07/19 às 18h57 - Atualizado em 15/07/19 às 9h56

Governo e setor privado assinam acordos de cooperação para gerar emprego e renda

COMPARTILHAR

Fórum permanente das pequenas empresas do DF será a instância responsável pelos projetos de desenvolvimento econômico

 

Incentivar o microcrédito para o pequeno empresário e aumentar a capacidade de transporte de cargas no aeroporto de Brasília foram alguns dos acordos assinados na tarde desta quinta-feira (4) pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, do Trabalho, João Passos, representante da estatal Infraero Aeroportos, Francisco Nunes, e o presidente da Fecomércio, Francisco Maia. Os acordos foram formalizados durante a instalação do Fórum de Permanente das Microempresas e Empresas de pequeno porte.

 

Representando o governador Ibaneis Rocha, o secretário de Governo, José Humberto Silva, disse que o fórum demonstra organização do governo e da sociedade civil em busca da solução dos problemas que inibem o crescimento econômico do Distrito Federal. “O Fórum é fundamental nessa função da geração de emprego e renda, além de proporcionar o ambiente de negócios favorável com segurança jurídica entre os empresários, independentemente do tamanho, para que invistam no DF”, disse o secretário.

 

O evento reuniu diversos setores do governo e representantes da área privada. Titular da SDE e presidente do Forum, o secretário Ruy Coutinho sugeriu que o colegiado discuta propostas concretas para retomada da economia. “Não queremos apenas discussões vazias e inócuas, mas que o Fórum seja efetivamente um celeiro de ideias e proposições para que todos os nossos objetivos se tornem realidade”, disse Coutinho.

 

Um dos acordos de cooperação prevê a expansão do crédito para microempresários, o Prospera. O microcrédito será concedido à pequenos empreendedores e poderá ser contraído em contratos que vão de R$2 mil a R$70 mil reais. Desde o início do ano já foram emprestados R$3 milhões pela linha de crédito e o objetivo é emprestar mais R$6 milhões até o final do ano. “Nós teremos uma pessoa da Setrab dentro do Simplifica PJ oferecendo o microcrédito, porque acreditamos que o trabalhador informal de hoje será sempre o microempresário de amanhã”, explicou o secretário do Trabalho, João Passos.

 

Outra novidade para alavancar o setor produtivo será a transformação do aeroporto de Brasília em um hub de cargas. Para isto, um protocolo de intenções foi assinado entre a SDE e a Infraero com o objetivo de contratar estudos para a identificação da capacidade do terminal aéreo de Brasília de operar como um centro de redistribuição de cargas entre as regiões. “Vamos levar a produção do que é gerado aqui no DF para outros Estados e transformar o aeroporto em um equipamento e até integrar outros modais de transporte de carga”, disse o superintendente de desenvolvimento de negócios da Infraero, Francisco Nunes.

 

Também participaram do evento os secretários de Juventude, Leo Bijos, o presidente do BRB, Paulo Costa, o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico do DF, Paulo Roberto Muniz, e representante de entidades empresariais. O coordenador técnico do Fórum é o subsecretário do Relação do Produtivo, Márcio Faria Júnior.