Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/08/19 às 16h07 - Atualizado em 20/08/19 às 17h03

GDF e Sebrae lançam programa para fortalecer microempresas

COMPARTILHAR

Cidade Empreendedora prevê investimento de R$6 milhões para ampliar assistência da SDE aos pequenos negócios

 

Foto: Renato Alves/Agência Brasília.

O governo do Distrito Federal lançou, nesta segunda-feira (5), o projeto Cidade Empreendedora para fortalecer o desenvolvimento de microempresas em Brasília e regiões administrativas. O governador do DF, Ibaneis Rocha e o presidente do Sebrae Nacional, Bruno Quick, assinaram um acordo de cooperação para dar consultorias, treinamentos e assistência ao pequeno investidor.

 

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico está encarregada de desburocratizar ainda mais a abertura e licenciamento de empresas e ampliar a capacidade de análise da viabilidade do negócio nas administrações regionais juntamente com as Salas do Empreendedor.

 

Além da desburocratização na abertura das empresas, o programa tem como meta ampliar as compras públicas de pequenos empreendimentos e implementar na rede pública de ensino aulas sobre fundamentos da educação empreendedora. “Nós precisamos voltar a gerar emprego e renda nesta cidade. Este é o nosso foco e quem tem que fazer isso é o governo”, disse o governador Ibaneis Rocha.

 

O programa será coordenado pelo do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF (CPPGG/DF), do qual faz parte o titular da SDE, Ruy Coutinho. O presidente nacional do Sebrae Nacional, Bruno Quick, disse que Brasília deve ser uma vitrine para o empreendedorismo do país. “A pequena empresa é merecedora de toda nossa atenção”, acrescentou o presidente do Sebrae Nacional, Bruno Quick

 

Entre os nove eixos de atuação do programa Cidade Empreendedora está articulação de políticas públicas por meio do Acordo de Cooperação Técnica (ACT), implementação da cultura empreendedora na comunidade e nos entes públicos, desenvolvimento de liderança empreendedora, criação dos Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADTs) e até a elaboração de planos de desenvolvimento territorial para todas as 31 administrações regionais.

 

Um levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho revelou que apenas de junho, as microempresas foram responsáveis pela criação de 1.284 novos postos de trabalho no DF. “Nós enxergamos nos pequenos negócios a oportunidade que precisamos para estimular o desenvolvimento e ocupação no DF”, disse o gerente da assessoria de gestão estratégica e política do Sebrae-DF, Jorge Adriano.

 

O Cidade Empreendedora já funciona com sucesso em municípios de Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso.  A ideia é criar uma rede integrada de inteligência entre os entes públicos, empresas e a sociedade civil. Nos primeiros 18 meses do programa, estão previstas 14 mil horas de consultorias presenciais, 234 treinamentos, além de 60 missões técnicas.

 

 

 Foto: Renato Alves/Agência Brasília
Reunião do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental