Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/05/19 às 17h32 - Atualizado em 12/06/19 às 10h14

Cofap libera R$21 milhões do FCO para empresas rurais

COMPARTILHAR

Recursos da União são destinados a investimentos e geração de empregos do DF e entorno

 

Foto: Alcaldía de Aguazul Casanare

A próxima safra promete boa colheita e melhoria nos negócios da Fazenda Bom Pai, que fica no munícipio de Padre Bernardo, à 115km de Brasília. Ela foi uma das quatro empresas que tiveram a liberação de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, o FCO rural aprovada pelo Comitê de Financiamento à Atividade Produtiva do Distrito Federal (COFAP) na quinta-feira (23). Ao todo foram aprovados mais de R$20 milhões para investimentos em propriedades do DF e Goiás.

 

O gerente da Fazenda Bom Pai, Bruno Vilela, explica que essa é a sexta vez que a empresa toma empréstimos do FCO para ampliar a produção de soja e milho na região. Desta vez, serão aproximadamente R$15 milhões para compra de equipamentos e construção de um armazém. A fazenda, que tem cerca de 5 mil hectares, produz aproximadamente 300 mil sacas de soja e outras 100 mil sacas de milho por safra.

 

“Esse recurso vai permitir a aquisição de secadores, elevadores e filos de armazenagem. Nossa intenção é melhorar a capacidade de negócios no balcão. Poderemos comercializar, inclusive, na entre safra”, comemora Bruno Vilela. O gerente acrescenta que o financiamento também vai impactar a quantidade empregos diretos, que passará de 20 para 35 postos de trabalho. “Isso sem contar os temporários para construção do armazém”, estima o gestor da fazenda.

 

Quem também comemora a aprovação do financiamento pelo Cofap é diretor financeiro da fazenda Yanoama, Bernardo Cerutti.  A propriedade localizada no núcleo rural Café sem Troco na região do PAD/DF possui 60 hectares e produz café, milho, soja e feijão. Nesse caso, o empréstimo pré-aprovado será de R$1,3 milhão para compra de dois pulverizadores agrícolas. “Além de garantir a qualidade da nossa produção, a compra desses equipamentos vai permitir a contração de pelo menos 12 profissionais”, garante Bernardo.

 

Outros financiamentos que tiveram o recurso aprovado foram em nome de Joel Pes que tem propriedade rural em Flores de Goiás e de Mateus Junqueira, também em Padre Bernardo.

 

O dinheiro do FCO é destinado pelo Governo Federal. Ele atende aos empresários do Distrito Federal e também dos 33 municípios que fazem parte da Região Integrada de Desenvolvimento do DF e entorno (RIDE).

 

COFAP

 

Além da atividade rural, os pedidos analisados pelo Cofap dizem respeito a empréstimos voltados às áreas de indústria, comércio e serviços. A única exigência a ser observada é o valor mínimo de concessões por contrato, que é de R$1 milhão.

 

Depois de aprovados pelo Comitê, os pedidos são encaminhados para os Bancos do Brasil ou BRB para análise e liberação do crédito com taxas de juros mais baixas e maior prazo para pagamento. Somente no ano passado, foram analisadas 76 cartas consulta pelo Cofap. Elas resultaram na liberação de mais de R$562 milhões reais em financiamentos.

 

O Cofap é presidido pelo secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Espedito Henrique Junior e conta com onze membros, dentre eles, representantes das secretarias de agricultura, ciência e tecnologia, sistema Fibra, Fecomércio e Câmara dos Dirigentes Logistas. A próxima reunião do Comitê está agendada para o dia 26 de junho.