Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/19 às 17h09 - Atualizado em 16/08/19 às 15h17

Autônomos e microempresários podem tomar empréstimos no Simpifica PJ

COMPARTILHAR

 

Parceria com a Secretaria de Trabalho amplia o atendimento de quem quer investir com recursos do Prospera

 

Os microempreendedores individuais, artesãos, trabalhadores informais e autônomos tem mais uma opção para conseguir empréstimos para formalizar ou ampliar seu negócio. Uma portaria conjunta assinada pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho regulamenta a oferta de linhas de financiamento Programa de Micro Crédito Produtivo Orientado (Prospera) no Simplifca PJ, em Taguatinga, e nas salas do empreendedor nas administrações regionais.

 

A portaria conjunta é a primeira ação do governo para cumpri o acordo assinado na abertura do Fórum de Permanente das Microempresas e Empresas de pequeno porte entre representantes do governo e da iniciativa privada no início do mês. O programa oferece empréstimos com taxas de juros de, no máximo, 0,5% ao mês. Os valores disponibilizados para os empréstimos variam de R$2 mil a R$70 mil.  O prazo de pagamento é de até 36 meses.

 

O Prospera é oferecido com recursos do Fundo para Geração de Emprego e Renda do Distrito Federal (FUNGER), formado com recursos do Orçamento do GDF. O programa é voltado a pequenos empreendedores informais e microempresas que não tem acesso ao sistema financeiro tradicional, principalmente por não terem como oferecer garantias reais aos empréstimos. Desde o início do ano já foram emprestados R$3 milhões pela linha de crédito e o objetivo é emprestar mais R$6 milhões até o final do ano.

 

“Estamos criando mais oportunidades para o empreendimento, mesmo que seja de pequenos negócios, ao disponibilizar mais uma linha de crédito. Tanto para quem já é formalizado, como para os ambulantes ou informais que pretendem se formalizar”, diz Ruy Coutinho, secretário de Desenvolvimento Econômico. “O trabalhador informal de hoje será o empresário de amanhã”, comemora o secretário do Trabalho, João Pedro.

 

As condições para participar do programa são simples: ter mais de 18 anos, possuir um empreendimento no DF e não ter restrições no SERASA ou na Secretaria de Fazenda Pública do DF.